17 de junho de 2016

Não imaginas a vontade que tenho de acabar contigo. Primeiro contigo, depois comigo. Odeio-te, odeio-te tanto tanto que já me esqueci das razões. 




Sem comentários:

Enviar um comentário