16 de abril de 2015

" Viver sempre também cansa "

" ah! Se eu pudesse suicidar-me por seis meses,
Morrer em cima de um divã
com a cabeça sobre uma almofada,
confiante e sereno por saber
Que tu velavas, meu amor do Norte "

6 comentários:

  1. não desistas da tua recuperação, por favor.

    ResponderEliminar
  2. "...meu amor do norte" é a parte mais bonita do poema!

    ResponderEliminar
  3. Tens razão por vezes viver sempre também cansa :)

    ResponderEliminar
  4. Nomeei-te para uma Tag, espreita o meu blog :)

    ResponderEliminar