9 de fevereiro de 2015

Dás a mão e querem o braço

Hoje venho falar vos de um assunto que me anda aqui a melgar o juízo.
Para perceberem melhor o porquê vou explicar a situação toda..
Na minha escola, como em muitas, a comida não é boa pelo que os alunos optam por ir ao bar e comer outras coisas. A minha turma todos os santos dias almoça bolos e mais bolos. Eu não os julgo, cada um come o que quer mas acho que é dinheiro mal gasto. Mais valia perderem algum tempo em casa e prepararem alguma coisa para levarem como almoço. Eu faço isto. Também têm a hipótese de aquecer no microondas que a escola fornece. Ainda assim, ha aqueles que preferem passar fome porque têm vergonha e preguiça de trazer de casa e os pais não lhes dão dinheiro. Mas também sei que ha aqueles que passam por grandes dificuldades em casa, e nem dinheiro, nem comida. Isto toca-me, não sou capaz de ficar indiferente e tantas vezes já partilhei o meu almoço. É exatente desta pessoa que venho falar, aquela a quem alimentei a barriga dias e dias. Na semana passada, enquanto almoçava, a pessoa comentava A,B e C. Ora que não gostava disto, ora que não gostava daquilo, ora podia estar assim e assado... Mas comeu!
No fim da semana, essa mesma pessoa exibia 10 euros enquanto que dizia " a minha mãe da me sempre 10 euros para eu almoçar, mês a mês. Mas eu junto e compro jogos".
Quanto a mim, foi a última vez que alimentei esta barriga. Vá por defeitos a casa dele.

5 comentários:

  1. Há gente capaz de tudo!
    Como andas princesa?
    Hoje começaram as aulas e vou-me deitar cedo porque tenho aulas de condução e amanhã tenho a aula como já disse, tenho aulas da uni de tarde e quando sair vou ao cinema :)
    Quarta já devo dizer-te algo pelo face!
    beijinhos*

    ResponderEliminar
  2. Obviamente que fizeste bem...A sério.

    ResponderEliminar
  3. Existe por aí tanta gente que precisa bem mais do que esses que se gabam -.-

    ResponderEliminar
  4. Olha que realmente!! Não percebo onde é que as pessoas têm a cabeça!

    ResponderEliminar
  5. Acho que s bem, deste a tua bondade, mas à pessoa que simplesmente não a merecem.

    ResponderEliminar